Para ouvir e amar: The National

7/02/2016 01:51:00 PM


(Foto)


Minha última indicação musical foi feita em fevereiro, então agora volto com essa aqui que estava morrendo pra fazer. Essa é uma banda que eu acredito que poucas pessoas irão gostar, mas vale a pena dar uma chance para conhecer algo novo e diferente.

Sobre eles: "The National é uma banda estadunidense de indie rock e post-punk revival.

Nascidos originalmente no final dos anos 90, em Ohio, nos Estados Unidos, mudaram-se para Nova Iorque e, depois do habitual período de apresentações ao vivo em pequenos espaços, gravaram o seu primeiro disco.

Se, durante alguns anos, tudo foi relativamente discreto – os álbuns The National (2001), Sad Songs for Dirty Lovers (2003) e o EP Cherry Tree (2004) circularam num universo mais ou menos fechado de admiradores do género indie rock, em 2005, com o lançamento de Alligator, o terceiro álbum, tudo mudou. De grupo de culto só para uma mão-cheia de pessoas passaram a grupo de culto de uma imensa minoria. Boxer, editado em 2007 e que prossegue a linha dos discos anteriores, canções onde a voz de Matt Berninger sobressai e a melancolia é sempre doce, consolidou o grupo como um dos nomes pop-rock mais apetecidos do momento. À semelhança do que aconteceu com o registo anterior, a banda recebeu grandes críticas por parte da imprensa que não se cansou de elogiar o talento de Matt Berninger enquanto letrista e frontman da banda." (Leia mais)

Conheci The National através de um ex-namorado (e, honestamente, essa foi a melhor coisa que esse namoro me trouxe, rs) e foi amor à primeira ouvida.

A primeira música que eu ouvi deles, é também a minha favorita, então comecem essa playlist com essa combinação perfeita de letra e melodia:


Terrible Love - The National

The National tem uma coisa que me encanta em vários artistas (e é basicamente o que cada banda que eu curto tem em comum umas com as outras), que é essa melancolia ao retratar o cotidiano das nossas vidas e dos nossos relacionamentos amorosos.
A voz do vocalista Matt Berninger trás uma calmaria e uma nostalgia só de ouvir, juntando isso à suas letras, é impossível não sentir uma profundidade sendo retratada até nas suas letras mais banais.
Sua vibe indie e a forma como a banda é desconhecida dá um ar ainda mais solitário pra quem a ouve. 
Essa banda está na ativa há muitos anos e é bem aclamada lá fora. Inclusive, muitos outros artistas curtem o som deles (que nem o pessoal do Of Monsters And Men).
Segue uma pequena playlist para introduzir essa banda indie aos vossos ouvidos:
Anyone's Ghost - The National

The Geese Of Beverly Road - The National


Slow Show - The National

Karen - The National

Guest Room - The National

Conversation 16 - The National

All The Wine - The National

Sea of Love - The National

This Is The Last Time - The National

Repertório: A discografia do The National consiste em seis álbuns de estúdio e dois EPs.
Seu álbum mais recente (Trouble Will Find Me) foi lançado em 2013 e não deixou a desejar em relação aos demais álbuns. The National deu continuidade ao aspecto melancólico e solitário que o álbum anterior (High Violet) havia trazido. 
The National também é conhecido internacionalmente por seus concertos beneficentes (saiba mais clicando aqui) e participações em festivais de música.
Meu álbum preferido de todos é o High Violet e em seguida vem o Boxer e depois o Trouble Will Find Me briga pelo posto de terceiro lugar com o Alligator.
Acho que é mais seguro dizer que eu amo toda a discografia dessa banda, né?
Discografia de estúdio


  
The National (2001)            Sad Songs For Dirty Lovers (2003)        Alligator (2005)

  
Boxer (2007)                        High Violet (2010)                Trouble Will Find Me (2013)


Fotos:


Uma foto publicada por The National (@ntnl) em

Uma foto publicada por The National (@ntnl) em

Uma foto publicada por The National (@ntnl) em

Uma foto publicada por The National (@ntnl) em

Uma foto publicada por The National (@ntnl) em


Curiosidades: The National também fez parte da série Game of Thrones, a música The Rains of Castamere foi a trilha sonora de uma das cenas mais chocantes da série (bem, na primeira temporada, né?).

A banda também ficou conhecida por uma performance no MoMA PS1, um dos maiores institutos de arte contemporânea dos Estados Unidos, onde a banda tocou por seis horas seguidas a música Sorrow.

Ano passado eles lançaram um box com 9 LPs transparentes dessa performance, com aproximadamente 105 repetições da música. (fonte)

***

Recentemente adquiri um toca-discos muito maravilhoso e claro que a primeira coisa que veio na minha mente foi comprar os LPs do The National.

Essa banda além de ser incrível pelos seus talentos musicais, é também reconhecida pelos talentos visuais. As artes dos seus álbuns e até mesmo os pôsteres de divulgação da participação deles em festivais e shows tem uma identidade visual incrível.

Até os discos de vinil da banda tem uma baita identidade visual, tendo alguns em edição limitada na mesma cor do título do álbum.

Consegui comprar dois dos meus álbuns preferidos e ainda estou a procura de mais dois nessa edição, mas fica aqui umas fotinhas dessas maravilhas em forma de vinil:







Para mais indie rock com uma pegada melancólica gostosinha de se ouvir, ouça The National. <3

Veja Também

0 comentários

Diga o que pensas:

Like us on Facebook

Flickr Images

Subscribe